Os caminhos para a martech: entrevista com Fabiana Schaeffer

By: Netza
In: Agência de marketing
2020

Tecnologia é um fator essencial para as agências de live marketing, mas terceirizar o serviço acaba se tornando uma dor de cabeça para a equipe. Foi o que os gestores da Netza, uma agência que estava há mais de 20 anos no mercado de live marketing, perceberam e tomaram a decisão de se tornar uma Martech Agency.

Para entender o caminho trilhado pela Netza para unir o marketing com a tecnologia, conversamos com a CEO, Fabiana Schaeffer, que nos contou como a transição foi benéfica para a agência e para os clientes.

– Como era a Netza antes de se tornar uma Martech?

Éramos, essencialmente, uma agência de live marketing, com foco muito grande em eventos. As campanhas de incentivo e as ações de ativação de marca também existiam, porém, com menor representatividade. A tecnologia era sempre terceirizada e dependíamos do que o mercado oferecia.

– Quando e por que tiveram a decisão de transformar a Netza em uma Martech?

Há três anos, começamos a nos questionar sobre o futuro e o papel que uma agência somente focada no live marketing tradicional poderia alcançar. E há um ano e meio, iniciamos a transformação.

– Quais as vantagens de se tornar uma Martech, para a Netza e para os clientes?

Oferecer aos nossos clientes estratégias de marketing, vendas e atendimento, utilizando o mix certo entre tecnologia e criatividade, direcionadas por inteligência de dados, para obter melhores resultados. É assim que acreditamos que as empresas e marcas podem atingir novos níveis de engajamento, relevância e conexão com seus consumidores.

– Como foi a adaptação dos serviços oferecidos pela Netza?

Foi uma mudança completa de mindset. O que antes era acessório, como a tecnologia, agora é item de série. Nossos projetos já tinham que nascer com esse pensamento. Usamos diversas referências internacionais, que nem sempre fazem parte do nosso mercado, como a Spotify, para trabalhar a mudança interna primeiro.

– Quais foram os obstáculos na evolução da Netza para Martech?

Os obstáculos foram, inicialmente, internos. Por que uma agência de quase 20 anos, que estava superando seu crescimento em dois dígitos todos os anos, queria mudar? A resposta é simples: relevância. Trazer relevância para a marca, ser relevante para os clientes e para os colaboradores é a única maneira de ser sustentável.

– Quais os primeiros passos para quem quer transformar seu negócio em Martech?

Trabalhar o mindset, fazer perguntas, unir-se a um ecossistema e criar um modelo de negócios relevante para o mercado atual.

– Você recomenda que outras Martechs façam parte de um ecossistema?

Sim, pois não faz sentido ser generalista. Fazer parte de um ecossistema de economia colaborativa é a maneira mais rápida de ser relevante.

Confira as mudanças de perto!

Entre em contato conosco para conferir a evolução do live marketing e aproveitar todos os benefícios que só uma Martech pode oferecer. Conheça nossas soluções de ativação de marca, eventos, exposições e conteúdos personalizados!

Compartilhe este artigo: